Sessões de participação Pública em Ermesinde, Projeto Nova Gandra

Realizaram-se nos últimos dias as sessões de participação pública no âmbito do projeto “Nova Gandra”.

Este projeto tem como objetivo melhorar a atratividade dos espaços públicos na Gandra, criar oportunidades de negócio para o comércio local, reestruturar e criar novos pontos de interesse como praças, parques infantis, zonas de descanso, desenvolvendo uma nova atratividade alavancada por eventos culturais e sociais capazes de contribuir para a construção de uma identidade local e de um espaço público de qualidade.

A auscultação à população decorreu em sessões participativas, nas quais as pessoas puderam contribuir com as suas ideias e sugestões, num debate muito A auscultação à população decorreu em sessões participativas, nas quais os participantes puderam contribuir com as suas ideias e sugestões, num debate muito participado. Participaram um total de 50 pessoas nas duas sessões, abrangendo técnicos da Câmara Municipal de Valongo, do Conselho de Administração Vallis Habita, profissionais de Saúde da USF de Ermesinde, membros da Associação de Pais, da EB da Gandra e de Alfena, docentes do Agrupamento de Escolas de Ermesinde e representantes do IEFP. A sociedade civil fez-se representar por diversas associações culturais, artísticas, desportistas e de ação social, Associações de vizinhos, Refood, comerciantes e moradores da Gandra. Marcaram ainda presença Representantes da Assembleia Municipal e da Assembleia de Freguesia de Ermesinde, assim como vários membros do executivo, tendo estado o discurso de boas-vindas a cargo do Presidente da CM de Valongo, Dr. José Manuel Ribeiro. O projeto da Nova Gandra é uma pretensão do presidente há mais de 20 anos, tendo germinado numa altura em que, ainda longe de assumir as funções atuais, encontrou a necessidade de procurar formas de tornar a Gandra um local aprazível com elementos capazes de transformar os espaços e a sua atratividade para promoção do comércio local e para aumentar a qualidade de vida neste espaço. Neste discurso foi dada ênfase à importância aos processos de participação pública, elementares na construção de uma democracia sólida, esclarecida, participativa e bem informada.

Nestas sessões ficou patente a importância que a população atribui à necessidade de existência de mais espaços verdes públicos, abordou-se também a necessidade de otimização de circulação de tráfego rodoviário na Gandra, assim como a necessidade de mais lugares de estacionamento. Assumiu relevância o processo de melhoria da recolha de resíduos sólidos urbanos, da limpeza e manutenção das ruas e passeios. Foram também abordados temas como a importância da aproximação de gerações, através da sua convivência em espaço público. A preocupação com a segurança e com a acessibilidade para todos dos espaços foi também transversal em ambas as sessões. Surgiram ainda propostas muito interessantes capazes de atrair ao Bairro através de expressões artísticas e culturais visitantes novos, nomeadamente através da promoção do trabalho de jovens artistas, transformando o espaço público da Nova Gandra num palco/local de exposição para os mesmos.

0B1A7514
a
b
0B1A7584
0B1A7553
0B1A7554
0B1A7571
0B1A7530
0B1A7521
0B1A7541
0B1A7579
0B1A7581
e3c76f5e-bd83-4ecd-9c4c-e110db7b4ff4
8
567242a3-d5fa-485c-900a-1e30665d717b
f
0B1A7552
previous arrow
next arrow

Partilhar artigo